Critica por favor o meu elevado ego

21/06/2012

o sorriso

prosa — João Oliveira @ 05:56

chegaste a casa cansado. atiraste as chaves para cima do móvel, deixaste cair a mala no chão e desligaste o telemóvel. há dias que são demais para ti.

acendeste um cigarro, um whisky sem gelo na outra mão e mergulhaste nos teus pensamentos. há momentos que são apenas teus.

é nestes pequenos momentos em que te permites ser tu próprio que és esmagado com o peso do mundo que carregas aos ombros.

é quando deixas cair o sorriso que te esconde as lágrimas, as mágoas e as cicatrizes. deixas cair o sorriso e guarda-lo porque amanhã é outro dia e precisas dele outra vez. é ele que te escuda e protege enquanto o mundo desaba à tua volta e destrói todos os teus sonhos.

enquanto o teu sorriso desaparece, as lágrimas assomam, tomam conta de ti e banham-te a cara. não consegues contê-las porque já não tens força para mais.

sentes-te perdido, afogado no turbilhão de pensamentos, palavras, frases, sentimentos, discussões, momentos que atravessam a tua mente e que te deixam desorientado. quem sorri para ti?

as pernas, o corpo todo treme. manténs o equilíbrio a custo e de repente percebes que já perdeste a conta ao que já bebeste. o enésimo cigarro acabou há muito mas continuas com a beata apagada entre os dedos.

mais um copo, mais um cigarro, mais uma lágrima. o desespero toma conta de ti porque não consegues vislumbrar a luz ao fundo do túnel e a esperança de que os dias melhorem há muito que desapareceu. é este o espírito dos teus dias.

ficas horas nesta autocomiseração, sentindo pena de ti próprio, ao mesmo tempo que o ódio por esses mesmos pensamentos cresce dentro de ti e te envenena o coração.

finalmente o dia começa a raiar. obrigas-te a pôr de parte o lado mais sombrio da tua alma, que só emerge quando a isso te permites, e deixas-te dormir. começa um novo dia e tens de ir buscar o sorriso que deixaste cair horas antes onde o guardaste.

é apenas mais um dia que não é teu. a única coisa que podes, consegues, sabes fazer é sorrir e esperar que mais um dia passe. é assim que vais sobrevivendo. pode ser que amanhã a coisa melhore.


anterior: todos os dias | seguinte: o jogo está viciado

Leave a Reply