Critica por favor o meu elevado ego

25/11/2016

Não sei bem

poesia — João Oliveira @ 05:18

Não sei bem
onde é que tu terminas

Perdi a noção
das minhas próprias fronteiras
e dos meus limites

Porque a tua indiferença
destrói-me

O teu silêncio
crucifica-me

E esta distância
mata-me.


anterior: Outra vez | seguinte: Os dois sonetos de amor da Hora Triste

Leave a Reply