Critica por favor o meu elevado ego

09/04/2011

isto não é uma carta de amor

prosa — João Oliveira @ 23:06

não vivo para amar-te mas preciso de amar para viver. e se alguma vez te disse que gosto de ti não te menti. apenas te disse que gosto de ti. não te disse que te amo perdidamente, que não sei viver sem ti nem que quero ficar contigo para sempre. nada disso. foi um simples gosto de ti porque gosto de coisas simples.

não sei o que fazer com este nós que nos atormenta e nos faz despenhar do alto dos nossos seres quando o que mais queremos é mesmo isso: voar alto e livres.

só quero pegar em ti, arrebatar-te para além da nossa própria vontade, fazer dos teus sonhos realidade. sacudir os fantasmas que nos assolam e que nos fazem duvidar de que podemos e conseguimos ser felizes.


anterior: nada a declarar | seguinte: exílio

Leave a Reply