Critica por favor o meu elevado ego

04/07/2011

gosto

prosa — João Oliveira @ 03:12

gosto do cabelo dela. da forma como lhe contorna a face e cai nos ombros e pelas costas. o corte, o brilho, o cheiro, a forma como se deixa levar quando o vento sopra.

gosto do sorriso dela. como ele lhe ilumina a face quando ela decide agraciar-nos com o seu sorriso. e como eu gostava de a fazer sorrir todos os dias e que todos os dias ela sorrisse porque pensa em mim.

gosto dos olhos dela. não só da cor mas do olhar que me cativa e prende. a tristeza que há dentro deles contra a qual quero lutar e a forma que ela consegue ver fundo na minha alma e perceber todos os meus segredos.

e como ela cheira bem. é um perfume que preenche o ar e o mundo à volta, premonição da sua presença que me faz sorrir porque sei que ela está ali mesmo sem a ver.

nunca estive tão certo do que quero. acordo todos os dias a pensar nela e sei que é mesmo ela quem eu quero. mas ao mesmo tempo tenho tanto medo e tantas dúvidas. não sei o que quer, o que espera de mim, se quer o que lhe quero dar.

e eu tenho tanta coisa para lhe dizer e dar.

gosto de estar com ela. gosto da maneira como me sinto quando ela está por perto. assim arrebatado, apaixonado, quem sabe? vulnerável, cada momento que passa a lembrar-me de que sou apenas humano.

gosto de me sentir melhor pessoa quando estou com ela. porque ela tem o dom de fazer sobressair o que de bom há em mim quando estamos juntos. é como se eu fosse outra pessoa e quase não me reconhecesse.

só por causa dela.

gosto dela. e ela é tão mais do que isto.


anterior: intemporal | seguinte: a sério

Leave a Reply