Critica por favor o meu elevado ego

02/02/2014

reflexões

apontamento, poesia — João Oliveira @ 03:26

a pressa é inimiga do tempo
e para cada tempo há o seu momento
mas tu vais destruindo tudo
ao teu redor
nessa busca incessante
do que pensas ser o amor

eu também quero tudo
e quero tudo

mas também tenho de saber ser
com aquilo que a vida me dá

porque não vou abrir portas
que
tu
deixaste
entreabertas

eu escrevo
e agito a dor
mas não consigo livrar-me

dela

desconstrói-me
faz-me entender o que ainda me escapa


tu
consegues


anterior: desesperos | seguinte: histórias de amor (2)

Leave a Reply