Critica por favor o meu elevado ego

01/07/2013

poema e canção (2)

exercício, poesia — João Oliveira @ 02:39

fiz de ti poema e canção
em tarde de inverno e noite de verão
fiz-te nascer do sol e poente
noite de insónia demente

foste tudo a partir do nada
lua cheia toda iluminada
foste fonte de vida
reacender da esperança perdida

és razão sem porquês
algo que sentes mas não vês
história de final triste
porque sabes que já não existe

fiz de ti o meu pecado predilecto
falta de perdão incerto
fiz-te queda e abismo
razão de todo o altruísmo

[1]


anterior: os sentimentos são filhos da puta | seguinte: passivo-agressivo

um comentário to “poema e canção (2)”

  1. poema e canção (3) | Critica por favor o meu elevado ego Says:

    […] [1][2] […]

Leave a Reply