Critica por favor o meu elevado ego

05/07/2018

Adormeço

poesia — João Oliveira @ 00:48

Adormeço
com a janela a filtrar as luzes da cidade lá fora
ainda assim vejo nitidamente
o teu rosto desfocado pela incerteza do amanhã

O coração suaviza
finalmente
a batida acelerada
com que compassas o meu andar apressado

É assim a vida

Um atropelo de vultos desconhecidos
situações inesperadas
e afectos negados a paixões desregradas


anterior: destino

Leave a Reply